Read epub Gramática do Medo Author Maria Manuel Viana – Multi-channel.co

Estava bastante expectante com este livro Admito que a beleza da capa contribuiu em muito para o ter adquirido O in cio prometia j que nos apresenta duas mulheres complexas que contam a sua hist ria a duas vozes, tal como as duas autoras que escreveram o romance Sara e Mariana s o duas amigas ntimas cujos meandros da sua hist ria nos vai sendo apresentada, ap s o misterioso desaparecimento de uma delas Gostei da profundidade com que as protagonistas s o desenvolvidas A mesma escrita elaborada que inicialmente me prendeu foi se complicando e enrolando e, a determinada altura, comprometendo mesmo a hist ria contada Embora seja um livro de poucas p ginas para mim tornou se chato e mesmo o final profundamente desapontante. Primeira leitura para o lerosnossos conclu da A Gram tica do Medo um livro dif cil de falar, pelo menos fazendo lhe jus.Tem uma escrita lind ssima, em determinadas partes poderia mesmo dizer poderosa, que aborda uma miriade de temas incluindo amor, amizade, identidade e medo Protagonizado por duas amigas, existem alturas em que a personalidade de ambas se funde e confunde de forma intrigante Alturas em que o leitor se questiona quem est mesmo a falar nesse momento Pelo menos eu questionei.Como pontos negativos, real o dois no in cio senti me um pouco perdida e odiei o ep logo por considerar secante e desnecess rio. Uma Hist Ria De Amizade E Mist Rio Escrita A Quatro M Os Por Duas Vozes Marcantes Da Literatura Portuguesa Contempor NeaAmigas Insepar Veis, Mariana E Sara Partilham Tudo Desde Que Se Conhecem Um Curso De Teatro E Cinema, Uma Carreira Dif Cil, Amigos, Ex Namorados, Dinheiro E Um Quotidiano Nem Sempre F Cil , At Ao Dia Em Que Uma Delas Desaparece, Misteriosamente, Durante Um Cruzeiro Pelo Mediterr Neo Poucas S O As Pistas Que Deixa Atr S De Si Mas, Numa Demanda Que A Ir Levar A Correr Mais De Metade Da Europa, Sara Tenta Encontr La O Que Vai Descobrindo Leva A A Perceber Que, Afinal, H Muita Coisa Na Vida Da Amiga Que Desconhece Porque Desapareceu Mariana, Que Fantasmas A Perseguiam, Do Que Quis Fugir Numa Viagem Simultaneamente Interior E Geogr Fica, Esta Tamb M A Hist Ria Do Desaparecimento Do Sujeito Na Civiliza O Actual, Da Dissocia O Da Vida Comum, Da Fragmenta O Da Mem Ria E Da T Nue Fronteira Entre Fic O E Realidade H de tudo neste mundo dos livros, aqueles para devorar, os que se l em devagar, os que nos fazem chorar, rir, pensar ou que nos levam a reflectir Depois h a Gram tica do Medo que um estilo indefinido que proporciona ao leitor arrepios pelo corpo todo Sabe se que um livro n o lido de forma igual por dois leitores mas este consegue originar um turbilh o de reac es totalmente distintas Para mim foi particularmente marcante pela forma como aborda a procura necessidade de mudan a e o auto conhecimento.A escrita do melhor que a literatura portuguesa contempor nea tem para oferecer Nunca tinha lido nada de nenhuma das autoras, mas j me tinha sido sugerido e confesso que foi uma agrad vel surpresa.As personagens principais s o Sara e Mariana, duas amigas, fisicamente parecidas, que se confundem passando uma pela outra Para al m da apar ncia f sica t m em comum um curso de teatro, muitos amigos, um percurso de vida ainda que em classes sociais distintas e um sentimento o medo Para compreender o Ser, n o s o s as palavras que faltam, mas sobretudo a gram tica S que o elemento primordial, o que aqui est em causa, n o tanto o ser e a sua ess ncia, o ente e a exist ncia, a radicalidade da quest o ontol gica, o jogo de linguagem, mas a palavra fundamental, medo, o medo que tudo sobre, porque ela sabe que no princ pio est o medo e no fim, quem poder sab lo , talvez ainda e sempre o medo Por isso, Gram tica do medo Tem quatro designa es poss veis, embora saiba que s uma se adequa a partir daqui, Sara saber o que fazer Se recomendo Sim, sem qualquer d vida e arrependimento A capa deste livro gritava por mim, mal lhe coloquei a vista em cima tive que o comprar Revelou se uma leitura ligeiramente diferente do que esperava, um livro intenso e profundo, um livro sobre auto conhecimento N o uma leitura que flui com facilidade, exige concentra o da nossa parte Certamente um livro que vou ter que reler um dia destes para assimilar tudo o que n o consegui nesta primeira leitura. Mais um para o grupo dos livros que me deixa no vazio das palavras Contudo os sentimentos que vivi ao l lo s o reais, e atrav s deles que espero chegar s palavras.Senti muito amor e muito medo O amor de Sara e Mariana enche todas as p ginas, um amor sincero e familiar, da fam lia que a vida oferece, normalmente de forma casual, como aconteceu com elas Um amor que escolhe e acolhe, e que as fez escolher uma outra E depois o medo O medo come a na capa, como um aviso de sombras, um alerta aos sentimentos mais belos, pois nem esses d o imunidade ao sofrimento Mesmo sem saber do que havia de ter medo, j tinha, porque ele est sempre l , at nas descri es dos sorrisos e confid ncias das amigas, esperamos que chegue, o medo, se calhar j na pr xima p gina.Por vezes deixava o marcador do livro, esquecido, ao meu lado Imagem da capa focada na intensidade dos olhares de duas mulheres S o parecidas Talvez como Sara e Mariana, que se misturam, e confundem, passando uma pela outra devido, possivelmente, a uma parecen a feita do conhecimento m tuo e profundo A for a da imagem fazia me virar o marcador ao contr rio uma capa extraordinariamente bem conseguida, a arte tem de incomodar.Mariana desaparece Depressa chega a prometida p gina do medo.A hist ria tem de ser lida, por isso n o me alongo por aqui com ela Comigo ficou a for a de um livro escrito de forma h bil por duas mulheres que admiro e de quem acompanho o trabalho Maria Manuel Viana e Patr cia Reis n o desiludem, escrevem com a for a das mulheres que sabem o que querem, sobre mulheres que assumem o medo, sabendo que n o havendo medo mesmo que s um pouco n o haveria coragem S que o elemento primordial, o que aqui est em causa, n o tanto o ser e a sua ess ncia, o ente e a exist ncia, a radicalidade da quest o ontol gica, o jogo de linguagem, mas a palavra fundamental, medo, o medo que tudo cobre, porque ela sabe que no princ pio est o medo e no fim, quem poder sab lo P g 113.http planetamarcia.blogs.sapo.pt gr Um livro a que preciso voltar P ginas que preciso reler demasiado f cil dizer que um livro sobre o medo, isso bvio pelo t tulo demasiado redutor dizer que um livro sobre a amizade ou sobre o amor, apesar de ser isso tudo bvio que um livro que enaltece as palavras, a literatura, que joga com a realidade e fic o e como se diz s p ginas tantas cabe ao leito e espectador a terr vel tarefa de discernir fic o e hist ria Acho que o tipo de livro que ter um significado diferente para cada leitor Para mim um livro sobre o auto conhecimento A procura e luta para nos re conhecermos O qu o nos castigamos por vezes e como nos iludimos Sobre as v rias partes de n s A necessidade de morrer e voltar a nascer A vida como circunfer ncia e n o como linha recta. Quando este livro foi editado, vi v rias opini es positivas, pelo que tinha as expectativas algo elevadas mas, infelizmente, a leitura n o foi prazeirosa.Temos a hist ria de Mariana e Sara, amigas h v rias anos e cujos passados s o muito semelhantes e, um dia, Mariana vai fazer um cruzeiro e desaparece misteriosamente.Os cap tulos s o narrados pelas duas protagonistas e, apesar de estarem devidamente identificados, achei o tom muito semelhante e, para mim, n o foi imediato distingui las uma da outra A pr pria narrativa vai oscilando entre passado e presente, tornando a hist ria para mim ainda mais confusa.E devo confessar que cheguei ao final sem ter percebido o objectivo da hist ria.Vejam a minha opini o mais detalhada em v deo, AQUI. A minha opini o em video Estou h alguns dias a tentar perceber o que hei de escrever em rela o a este livro e, sinceramente, continuo um bocado no escuro H livros assim, que n o se prestam a an lises r pidas e inequ vocas Comecemos, talvez, pelo bvio a capa de Gram tica do Medo fant stica e foi, muito provavelmente, o que me fez adquiri lo s vezes sou assim, muito f cil Trata se de uma pintura do artista espanhol Dino Valls, de 2009, entituladaLimbus .Relativamente hist ria, trata se de uma narrativa contada a duas vozes Mariana e Sara por duas autoras portuguesas de Patr cia Reis, j tinha lido, neste ano A Constru o do Vazio e Maria Manuel Viana foi uma estreia para mim No in cio do livro, Mariana desapareceu ap s embarcar num cruzeiro, sem dizer a ningu m fam lia ou amigos qual o seu destino ou objetivo Depois de muito tempo sem dar not cias, a fam lia assume a sua morte e chega mesmo a fazer um funeral de caix o vazio Mas Sara, amiga de longa data de Mariana, n o acredita que ela tenha morrido e decide tentar encontr la.As viagens constantes ao passado permitem ao leitor perceber como se conheceram e como evoluiu a rela o entre as duas Sara e Mariana, Mariana e Sara duas faces da mesma moeda, que medida que as p ginas se v o virando percebemos ter uma rela o muito mais complexa do que se poderia supor primeira vista A complexidade dessa rela o acaba por ver se refletida, de forma muito bem conseguida, na narrativa fragmentada e por vezes algo indefinida Tenho de confessar que este livro me deixou com sentimentos antag nicos Apesar de, como referi acima, achar que o estilo narrativo se adequa muito bem ao tom da hist ria, por vezes tive dificuldade em apreender o significado real daquilo que estava a ler N o tenho problemas em admitir que me senti perdida ami de e sem conseguir perceber realmente para onde as autoras me estava a querer levar, como leitora A minha sensa o foi que, s tantas, a hist ria acaba por perder se no meio de tanta complexidade Apesar de serem as duas personagens com muitas nuances, acabei por gostar mais de Sara e foi nos cap tulos dela que me senti mais ligada hist ria.O final em aberto desiludiu me Acho que depois do relativo esfor o que fiz para concluir a leitura esperava algo mais conclusivo, mais definitivo Fiquei com a sensa o que a viagem talvez fosse mais importante que o destino, mas a verdade que n o consegui apreci la devidamente No final, fica a sensa o de um livro bem escrito e com duas boas personagens, que acabou por me perder no enredo Ou ent o fui eu que n o percebi nada do que este livro me quis dizer.